Pesquise aqui os títulos do blog

Carregando...

terça-feira, 26 de janeiro de 2010

Chevrolet 1953 4 Door Sedãn Série 210

Chevrolet 1953 4 Door Sedãn Série 210


   Ontém eu recebi um e-mail enviado pelo meu amigo Luciano Pietta Lorenzi de Garibaldi.
    Nesse e-mail, apareciam duas belas raridades que eu vou dividir um pouco da história deles aqui com os amigos. Primeiramente, quero falar do Chevrolet 1953 4 Door Sedãn Série 210.
    Após eu entrar em contato, com o proprietário das fotos o amigo e mais novo colaborador André Tedesco, recebi um  e-mail elogiando o  trabalho do blog e também o sinal de positivo para postar essas fotos no blog. Bom ! Vamos lá.



Fonte da imagem: Acervo pessoal de André Tedesco


     Esse Chevrolet 1953 4 Door Sedãn Série 210, pertenceu ao pai do amigo André Tedesco, o Sr. Ari Antonio Tedesco, este carro era utilizado como carro de praça na cidade de Xaxim - SC.
      O  Sr. Ari, ganhou esse carro do seu pai, o Sr. Reinaldo Isidoro Tedesco.  O Sr. Reinaldo, era muito conhecido na cidade, por sua frota de "carros de praça", composta na maioria pela linha Willys ( Jeep e Rural), pois era uma região de difíceis acessos.
      Então esse Chevrolet , era o carro cedido pelo avô do amigo André ao seu pai nos finais de semana, para poder ir visitar a namorada.
       Consta que no dia que foi feita essa foto o Sr. Antonio havia dado aquela boa lavada e encerada básica no carro.
Ao fundo aparece a praça da cidade de Xaxim - SC.




Foto exclusiva do blog Show Room Imagens do Passado

Mercury 1949

Mercury 1949  o carro do avô caçador

     Encontrar fotos antigas, hoje em dia não é um trabalho fácil. É preciso contar com um pouco de boa vontade, perseverança, contar com a sorte e também rezar, para que essas velhas lembranças do passado dos nossos familiares queridos não terem sido jogadas no lixo como muitas vezes acontece.
      E como acontece. Porém as vezes nós apaixonados ou loucos por carros antigos, que se auto intitulam pesquisadores, também damos muita, mas muita sorte mesmo.
     Como eu já mostrei aqui no blog nas postagem " QUEM PROCURA ACHA DODGE".
     O amigo e mais novo colaborador André Tedesco, junto com a foto do Chevrolet 1953, que pertenceu ao seu pai, também nos enviou, a foto do Mercury 1949 que pertenceu ao seu avô, o senhor  Reinaldo Isidoro Tedesco.
     Vou redigir aqui nesta postagem, a história que o André me mandou por e-mail sobre este belo carro.




Fonte da imagem: Acervo pessoal de André Tedesco


   Quando eu vi essa foto, pela primeira vez, confesso que por alguns instantes, achei ela muito engraçada, pois me pareceu ser um legítimo cartas de filme de época, e daqueles bem engraçados também.
   Bom! Mas vamos ao que interessa. A história desse Mercury 1949.



   Figurando, ao lado deste Mercury 1949, fazendo pose com uma espingarda, está o avô do nosso amigo André Tedesco, o senhor Reinaldo Isidoro Tedesco.
  Segundo o André, o seu avô gostava muito de caçar e fazia isso costumeiramente, sempre com esse carro que era o melhor de sua "frota" e assim foi por muitos anos até ser substituído por um Willys Itamaraty.
  A caçada que ocorreu no dia que foi feita essa foto, foi no interior na divisa do estado de Santa Catarina com o Paraná.
  Segundo conta o pai do amigo André, esse carro era muito confiável e eles percorriam grandes distâncias para caçar.
  Como na época era permitido caçar, traziam a Mercury literalmente forrada de perdizes, codornas e outras aves de caça.
  Diz que um certo dia, o pai do amigo André, adolescente em uma hora de descuido do seu pai, foi até a garagem onde ficava guardada a imponente Mercury.
  E na tentativa de " dar uma volta escondida " com o carro do pai, ligou a Mercury engata em primeira marcha, com o pé no acelerador ( trata-se de um legítimo Ford V8!).
  Não deu outra.  A Mercury deu um pulo para a frente derrubando parte da parede de madeira da garagem onde ela ficava guardada,gerando um belo amassado no paralama do lado esquerdo da Mercury. Pois os outros carros da " frota ", passavam a noite no relento.
   Segundo o tio mais novo do amigo André, seu pai sumiu de casa por alguns dias, pois a reação do "dono proprietário" da Mercury não foi das melhores.
    Coisas de moleque. Quem nunca tentou " roubar " o carro do pai para dar uma voltinha que atire a primeira pedra.





Folder promocional do Mercury 1949 ( Fonte da imagem: www.jalopyjournal.com)




Foto exclusiva do blog Show Room Imagens do Passado






Passado pela imagem

Passado pela imagem

  Ontém eu encontrei, mais uma reportagem publicada em um jornal da minha cidade. Foi publicado na coluna " PASSADO PELA IMAGEM" , do colunista Germano Moehlecke.
  Vou redigir essa mesma matéria para os amigos. 


Passado pela imagem                                   Germano Moehlecke

Transporte coletivo evoluiu rapidamente          

   No transporte de passageiros a evolução foi rápida  e, de tempos em tempos, a frota foi sendo renovada com novos modelos de carros.
   Os mais antigos eram colocados nas linhas do interior e os mais   "modernos" eram aproveitados nas estradas asfaltadas e ligavam as cidades mais importantes.

___________________________________________________________________________________






   A faixa de cimento entre São Leopoldo e Porto Alegre, inaugurada em  primeiro de maio de  que 1934, foi uma das que primeiro serviram aos modelos novos que iam surgindo por aqui.
   Sobre a empresa Amador de Ônibus (depois Empresa Central de transportes de São Leopoldo) que fazia esta linha, temos  uma  notícia  no   jornal  " O Correio de São Leopoldo" , em fevereiro de 1940: 

 " Esta conhecida empresa, que vem servindo com a maior eficiência a população deste município, acaba de adquirir um moderno e confortável ônibus, com capacidade para 36 passageiros sentados e com força de 95 HP.
    Esse importante melhoramento introduzido na linha de ônibus, pela empresa do Sr. Amador S. Fernandes, causou a melhor impressão na população deste município".
    A primeira foto nos mostra o ônibus da linha Campo Bom, Novo Hamburgo, São Leopoldo e Porto Alegre, em 1939.
    A segunda foto nos mostra o ônibus da linha  São Leopoldo a Porto Alegre.




Esta reportagem, foi publicada no Jornal Vale do Sinos, na Segunda-Feira, dia 4 de Setembro de 2006.

    












segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Chevrolet 1950 Fleetline Deluxe 4 Door Sedan

Chevrolet 1950 Fleetline Deluxe 4 Door Sedan


     Mais algumas imagens do meu mais novo colaborador, o senhor Franklin dos Santos.
     Um Chevrolet 1950 Fleetline Deluxe 4 Door Sedan, que ele foi buscar em São Paulo e de quebra trouxe também um Simca.
     Segundo informações do senhor Franklin, ele comprou esse carros, para serem usados como carros de praça (Táxis).
   







Fonte das imagens: Acervo pessoal de Franklin  dos Santos                                                                                      
                                                                                


Fotos exclusivas do blog  Show Room Imagens do Passado

Chevrolet Opala 1970

Chevrolet Opala 1970

       Mais uma vez, o bom convívio com a vizinhança nos traz novas imagens para o blog.
      Hoje vou postar, algumas imagens gentilmente cedidas, pelo senhor Franklin dos Santos. Um grande admirador dos nossos saudosos carros antigos.




Chevrolet Opala 1970


   Este é o Chevrolet Opala 1970 seis cilindros que o senhor Franklin usou na época em que trabalhou na Unisinos ( Universidade do Vale do Sinos).
   Esta foto foi feita no estacionamento da antiga sede da entidade no centro de São Leopoldo.



  
   O senhor Franklin durante a nossa conversa, me disse que como ele viajava muito com  o carro, para diversas cidades do estado do RS à trabalho, logo que ele retirou o carro da concessionária, levou o mesmo para um estofador da nossa cidade.
   Lá pediu para ele baixar o forro de teto e também pediu para ele soltar as capas dos bancos. Forrou todo o teto do carro e acrescentou mais algumas camadas de esponja nos bancos.
   Logo depois instalou novamente o forro de teto e também as capas dos bancos. Depois de alguns anos este mesmo carro que o senhor Franklin usou,  idolatrou e cuidou como se fosse seu durante alguns anos deu lugar ao então novissímo e recém lançado Dodge Dart.
   Algum tempo depois o Chevrolet Opala veio a ser vendido. Sofreu um acidente que o levou ao estado de perda total.
   Aqui nós temos uma foto colorida do mesmo carro. Reparem só a peça rara que o seu Franklin dirigia todo os dias, um Chevrolet Opala 1970 preto com interior vermelho.
    Retirado diretamente do concessionário da época.
    Se existir algum Opala, nesta mesma configuração hoje em dia é coisa rara.










Fonte das Imagens: Acervo pessoal de Franklin dos Santos


Fotos exclusivas do blog Show Room Imagens do Passado

sábado, 23 de janeiro de 2010

Túnel do tempo

Almanaque Gaúcho

     Mais uma vez, quero trazer a conhecimento dos amigos antigomobilistas, a importância de se preservar a cultura desse nosso país, sempre desenvolvendo algo para aflorar o interesse das pessoas e também levar ao conhecimento de todos algumas novas "antigas" notícias.
     Quero fazer mensão aqui nessa postagem ao grupo RBS de televisão, que incentiva de uma forma ou de outra a cultura, seja por meio dos seus programas de tv, como também pelos seus meios impressos como os seus jornais.
      Nesta última terça-feira, dia 12 de Janeiro de 2010, na coluna Almanaque Gaúcho, do jornalista Olyr Zavaschi, foi publicada uma matéria intitulada TÚNEL DO TEMPO ( O Austin Sheerline ).
      
       Vou redigir nesta postagem o conteúdo da reportagem.

       Túnel do Tempo
O Austin Sheerline


    Na metade do século passado, entre os automóveis ingleses que rodavam em Porto Alegre, uma das marcas muito presente era a Austin.  Seus modelos A40 e A70 eram os mais populares, com suas formas arredondadas e sua lataria tida como indestrutível.
   Contrastava com esses modelos, uma versão  de grande porte, muito rara, o Austin Sheerline
A125, número correspondente ao agapês.
   Por sua imponência e sobriedade, houve quem os confundisse com os Rolls-Royce. O advogado Frederico Renato Mottola circulava pela cidade num desses automóveis.
   Também eram donos dessas raridades Cecil Cranston Woodhead e Aluísio e Maria Helena Demarchi Chula.
   Em 1952, a Cranwood, representante da Austin em Porto Alegre, doou ao complexo hospitalar da Santa Casa uma ambulância Austin A125, zero quilômetro, que esteve em serviço na cidade por 15 anos.

Colaboração de Guilherme Ely de Porto Alegre/RS


Esta foi a reportagem vinculada no jornal Zero Hora do dia 12 de Janeiro de 2010


Esta é a ambulância Austin A125 doada pelo representante Austin em Porto Alegre e que foi utilizada durante 15 anos pela Santa Casa de Porto Alegre.



Este é o Austin Sheerline do Dr. Mottola de Porto Alegre



Fonte das imagens: Acervo Cedop da Santa Casa e acervo da família Mottola

                                                                                   

sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

Caminhão Chevrolet 1941

Caminhão Chevrolet 1941




Fonte da imagem: Acervo pessoal de Sandro Mendes

   Esta foto foi enviada também pelo meu amigo Sandro Mendes. Nessa foto aparece um caminhão Chevrolet 1941, carregado com madeira, fazendo a  primeira travessia na inauguração da ponte na RS 223 entre Ibirubá e Cruz Alta no interior do Rio Grande do Sul, o motorista do caminhão que aparece na foto é Leontino Diesel.






                                                                                           
   Fotos exclusivas do blog Show Room Imagens do Passado
                                                                                     
                                                                                

Concessionária Ford Ibirubá

Concessionária Ford Ibirubá

     Esses dias recebi uma colaboração muito especial do meu amigo Sandro Mendes, que trabalha na edição de uma renomada revista sobre automóveis do nosso país.
      Natural de Ibirubá no interior do Rio Grande do Sul, ele me enviou algumas imagens que eu quero compartilhar com todos vocês.


Concessionária Ford na cidade de Ibirubá no interiror do Rio Grande do Sul. Concessionária esta que contava também com um pequeno posto de combustíveis. Foto feita no final da década de trinta.




Fonte da imagem: Acervo pessoal de Sandro Neves

Fotos exclusivas do blog Show Room Imagens do Passado






quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

Meu carro inesquecível

Meu carro Inesquecível

      O jornal, mais conhecido do Rio Grande do Sul, o Zero Hora, pertencente ao grupo RBS, volta e meia surpreende esse amigo que lhes escreve.
      Pois esse mesmo jornal, possui algumas colunas, que  mostram algumas imagens antigas. Sempre que eu encontro algo interessante, eu acabo guardando.
      Pois bem, uma das colunas, que eu gosto de ver, sempre que eu posso e também quando eu me lembro, é a " Meu carro Inesquecível" , que é vinculada ao caderno de veículos .
     Os leitores, enviam fotos dos seus carros atuais, carros que já passaram por suas mãos e que deixaram saudades, como também aqueles carros que foram  comprados novos  e que estão até hoje na família.
     Acabei encontrando duas belas fotos antigas enviadas pelos leitores a redação do Jornal.




Mercury 1951- Roberto Wunsch

Oldsmobile 1947 Cid Coirolo de Almeida


   Fonte das Imagens: Jornal Zero Hora de Porto Alegre/RS











Bagé na década de vinte

 Bagé na década de vinte


Fonte da imagem: Acervo pessoal de Rafael Rodrigues

  A  fotografia, sem duvida alguma, foi uma das maiores invenções de todos os tempos.
   Registram momentos bons, momentos ruins, momentos de vitória e também de derrota.
  E sem sombra de dúvida ajudam a contar a história de muitos momentos.
  Nesta imagem, aparece a Avenida Sete de Setembro, na cidade de Bagé/RS na década de vinte.





Foto exclusiva do blog Show Room Imagens do Passado

Chevrolet Opala 1971

Chevrolet Opala 1971



Fonte da imagem: Acervo pessoal de Rafael Rodrigues
  
   Essa semana, recebi muitas fotos antigas, enviadas por e-mail. Estou postando aqui mais uma foto, enviada por Rafael Rodrigues, de Porto Alegre/RS que já colaborou em uma outra postagem feita logo no início do blog.
   Este Chevrolet Opala 1971, branco com interior vermelho, pertenceu ao avô do Rafael,   o senhor Alípio Vicenti Rodrigues.
   Segundo ele, essa foto foi feita mais ou menos no ano de 1976, em uma fazenda da família, na cidade de  Vichadero no Uruguai.




Foto exclusiva do blog Show Room Imagens do Passado


quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

Concessionária Chevrolet

    Concessionária Chevrolet Silva & Cia

   Ontém eu recebi algumas fotos via e-mail, enviadas pelo meu amigo e colega Marcos Jeremias, que também é colaborador deste blog.
    Essas imagens, foram gentilmente cedidas, pelo  senhor Alberto Rodrigues de Porto Alegre/RS. 
    Nas imagens, aparecem uma concessionária Chevrolet. Essa concessionária, chamada Silva & Cia, que foi a primeira concessionária Chevrolet de Carmo do Parnaíba, pertencente ao então jovem empresário Dimas José da Silva, que com apenas 22 anos de idade, viria a se tornar o primeiro representante da marca na região.
    O senhor Dimas José da Silva ficou com esta empresa até o ano de 1956, quando deixou para que os seus sócios administrassem a mesma e foi para a cidade de Patrocínio onde havia comprado uma outra concessionária Chevrolet.  Só em 1975 deixou o ramo por causa da queda de rentabilidade.




Fachada da concessionária, mostrando uma pick-up Chevrolet
1954 e figurando também na mesma foto um caminhão Chevrolet
(Marta Rocha)

Show Room da concessionária, com uma pick-up e um caminhão
 Chevrolet Brasil 1963


  Nesta foto aparce o senhor  Dimas José da Silva ao lado do seu Chevrolet 1953
                                

     Quero deixar aqui um comentário. Como eu já mensionei, em algumas postagens anteriores, a preservação da memória do nosso país é algo precário.
     Recentemente, eu andei procurando algumas fotos antigas de uma determinada marca de automóveis do nosso país, fotos tais como os carros da marca no show room das concessionárias, fotos das instalações das concessionárias, etc e tal.
     Mandei e-mail, para todos os distribuidores do território brasileiro dessa mesma marca. E por incrível que pareça de todas essas concessionárias apenas uma conseguiu me enviar algumas fotos. Até o momen-to.
     Depois disso, entrei em contato, com uma outra concessionária, de outra marca de automóveis. Passado algum tempo a pessoa com quem eu fiz contato, me disse assim:

 " Infelismente, não encontramos nenhuma foto do tipo que você está procurando. Inclusive andei pesquisando sobre isso também, pois a nossa concessionária vai completar quarenta anos de atividades e não encontrei nenhuma imagem antiga para fazer um vídeo contando a história da nossa empresa".

     Infelismente coisas desse tipo acontecem e muito no nosso país. Mas eu fico e acho que vocês visitantes e antigomobilistas de verem imagens como estas, que estavam esquecidas no fundo de uma gaveta.
     Quero agradecer ao senhor Alberto Rodrigues, por gentilmente ter nos cedido essas belas imagens.

   


                                                                                
Fonte das imagens: Acervo pessoal de Alberto Rodrigues

      Fotos exclusivas do blog Show Room Imagens do Passado





domingo, 17 de janeiro de 2010

Quem procura acha - Dodge

Quem procura acha

     Prezados visitantes! Vejam só vocês como são as coisas e como aquele velho ditado mais uma vez prova que é certo. Alguns meses atrás, eu estava correndo atrás de algumas fotos antigas.   
     Comecei a perguntar para alguns vizinhos mais antigos  da minha rua.
    Certo dia conversando com um desses vizinhos, ele me disse que havia trabalhado em uma concessionária da Dodge, na cidade de Pelotas RS.
    Perguntei se ele tinha algumas fotos antigas daquela época. Ele me disse que não tinha fotos, mas que tinha algumas caixas onde vinham peças. Bom fui conferir né.
   E para minha surpresa não eram caixas e sim três quadros dos carros da marca, que ficavam expostos no show room  das concessionárias.
  Ele usava esses quadros, como base para um prateleira em uma pequena sala de ferramentas da casa dele.
  Quando vi esses quadros, confesso que fiquei louco. Hoje à tarde, fui conversar com ele novamente e para minha surpresa ele  fez uma doação para mim.




Agora os três quadros estão novamente juntos e limpos.

         Dodge Dart SE 1974 

Dodge Dart de Luxo 1974

 Dodge 1800 SE
                                                                                   
Agora essas belas recordações dos tempos das concessionárias Dodge, vão ficar a salvo comigo.


sábado, 16 de janeiro de 2010

Show Room Antigomotociclismo

Show Room Antigomotociclismo

    No universo do antigo, todos os meios de locomoção tem o seu espaço e também os seus seguidores e admiradores.
    Recentemente, em uma outra postagem, comentei, que assim como os carros de passeio antigos, os veículos utilitários e também os pesos pesados vem ganhando seu lugar ao sol.
    Hoje porém, quero comentar, um outro tipo de veículo que também vem ganhando espaço nas coleções e eventos antigomobilistas. Vou postar agora algumas imagens cedidas gentilmente, pelo meu colega Neocir Streit, motociclista de mão cheia.
    Quem já viu ele com a roupa de viajem dele sabe do que eu estou falando.


BMW 250



Java 1960


Java 150


Java 150


Alguém sabe que moto é essa?



Alguém sabe que moto é essa?



Neocir e sua Yamaha RD 125 1982


Marta, esposa do colega Neocir e a Yamanha RD 125 1982


Fonte das Imagens: Acervo pessoal de Neocir  Streit


Fotos exclusivas do blog Show Room Imagens do Passado

sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

Show Room - Busologia...!!!

Carrocerias Ott...
Pioneirismo e Tradição.






  Frederico Lothar Ott, nascido em Dois Irmãos em 16 de setembro de 1907, descendente de alemães teve idéias arrojadas.
    Embora não haja registros precisos sobre o início da fabricação de ônibus no Estado, a empresa que fabricava os próprios veículos – fechada em 1970 por dificuldades financeiras e uma forte concorrência com a Eliziário – teria sido a primeira a produzir um ônibus fechado no país. Registros históricos, no entanto, dão conta de que a primeira a fechar um ônibus, substituindo as jardineiras abertas nas laterais, foi à montadora Irmãos Grassi, de São Paulo. Ott, no entanto, garante que o feito foi de sua empresa, em 1938:


Segundo seu Ott, como era chamado, em visita do amigo Salomão Golandski:


- "Os ônibus eram abertos. Os passageiros e o cobrador se olhavam. Depois que fabriquei o primeiro ônibus fechado, um dos irmãos Grassi esteve em Novo Hamburgo para olhar minhas carrocerias. Eu os tinha superado, os meus ônibus eram mais modernos". O modelo fabricado no Estado ficou conhecido como "Gostosão".




Gostosão: Primeiro Ônibus fechado construido no Brasil.
  Motorista, construtor e músico.
    Foi um dos precursores do transporte de massa no Estado. Em uma oficina, Frederico e o pai, Pedro José Ott, montaram, em 1924, o ônibus que daria origem a uma empresa encarroçadora familiar e pioneira.
    Com orgulho os feitos se confundem com a história do transporte de passageiros no Estado.
    Erguida sobre um Chevrolet Canadense de quatro cilindros, a primeira carroceria montada por ele e o pai – com as laterais abertas e bancos de madeira – foi o produto precursor do que, em 1932, tornaria-se a "Ott Cia. Ltda"., empresa de Novo Hamburgo tocada por quatro dos sete filhos de Pedro José, exemplo de empenho, dedicação e persistência.
    A empresa agregava a Fábrica de carrocerias Ott e a Andorinha, com linhas de ônibus que ligavam o Vale do Sinos à Capital e ao Litoral Norte. Sempre à frente do seu tempo, Frederico foi motorista, construtor e músico profissional, com seu irmão Fridolino Dionísio Ott, era integrante da Banda Araújo na década de 30, também conquistou uma autorização do Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura (Crea) para produzir os ônibus.
    A Carrocerias Ott distribuiu 190 veículos em todo o Estado, além de Santa Catarina, São Paulo e Rio de Janeiro.
     A Ott também em parceria com a empresa Central Transportes de São Leopoldo, desenvolveu e produziu carrocerias especialmente para esta.
    Frederico Lothar Ott, faleceu em aos 100 anos, em 2007, meu caro colega e grande amigo Salomão Golandski, esteve presente no aniversário de 100 anos e também no enterro deste que foi um grande Pioneiro e travou um grande marco na História do Transporte Nacional.


Banda Araújo: Em Pé Esquerda á Direita: Frederico e Fridolino Ott, década de 30



Deusa do Asfalto: Primeiro carro da NSª Trabalho de Porto Alegre em 1962.




Carroceria Central: Projeto em parceria com a empresa Central S.A.

A Noticia do Falecimento ao Amigo Olides Canton.


Morre o DINOSSAURO das carrocerias de ônibus


Me telefonou às 20 hs do dia 5/12/2007 o Salomão meu informante de tudo o que acontece com ônibus no RS. Ele ligou e me avisou: tenho uma notícia triste. Tinha morrido à tarde o Sr. OTT com 100 anos e 2 meses em Novo Hambaurgo onde vivia,já em cadeiras de rodas, mas estava no lucro. Sr. OTT fabricou praticamente as primeiras carrocerias de ônibus numa fabriqueta de fundo de quintal. Seus familiares tinham muito orgulho de que ele podia provar que fez os primeiros protótipos de carroceria de ônibus aqui no Sul praticamente junto dos Irmãos Grassi, em São Paulo. Que a alma do Sr. OTT descanse em PAZ.